"O artista, um contemplativo que passa, atento somente, às manifestações de cor, de harmonia e de beleza, que escapam aos olhos dos outros."
Domingos Rebêlo, num artigo que escreveu sobre os seus tempos de estudante em Paris, in "Açoreano Oriental", 13 de Janeiro de 1946.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Correio dos Açores - Edição de 12 de Abril de 2017



Ponta Delgada, 10 de abril de 2017


O rabisco que hoje vos apresento é o tardoz do Forte de S. Brás, uma vista de nascente para poente. Estes monumentos impressionam-me bastante, tanto pela sua grandeza, uma vez que o início da sua construção data de meados do Séc. XVI, e nesta época, longe estávamos da facilidade de construção que hoje se vive, como pela história que cada pedra, que constitui este castelo, carrega em si mesma. A esse respeito, podemos falar das razões que motivaram a sua construção, das voltas da decisão e, ainda, das estórias dos homens com as suas forças, braçais e intelectuais, conseguiram erguer este importante monumento da cidade de Ponta Delgada. 

Sem comentários:

Enviar um comentário